Blog

14 de julho de 2017

Bullying na escola: Você sabe como lidar com essa situação?

GESTÃO ESCOLAR

Bullying na escola: Você sabe como lidar com essa situação?

Tempo estimado de leitura: 4 minutos

Você sabe como lidar com o bullying? Confira neste artigo uma reflexão de como enfrentar essa situação.

14 de julho de 2017 - 13:18 - atualizado em 14 de julho de 2017 - 14:51


Bullying na escola: Você sabe como lidar com essa situação?

O bullying ainda é um verdadeiro problema enfrentado em diversos ambientes, mas é nas escolas que ele se faz cada vez mais presente, provocando desentendimento entre alunos, professores e funcionários, chegando a atrapalhar a boa convivência e o aprendizado dentro da sala de aula.

O que é bullying?

O bullying se refere às práticas agressivas direcionadas para uma determinada pessoa, sendo que as agressões podem ser tanto físicas quanto psicológicas. As práticas de bullying  mais comuns nas escolas são, apelidos humilhantes, brigas, zombar, xingar, intimidar, agredir e até expor a outra pessoa diante dos demais.

Efeitos

Todas essas formas de ofensa, desde as agressões físicas até os xingamentos, são direcionadas para uma vítima, que na maioria das vezes é indefesa e nem sabe o porquê é alvo de ataques. Fato é que, quando alguém sofre bullying, essa pessoa tende a desenvolver sérios problemas emocionais, inclusive quadros graves de estresse e depressão, atrapalhando todo o seu processo de aprendizagem.

Vítimas

No entanto, diferente do que se pensa, o bullying nem sempre é direcionado apenas para os alunos. Os professores, funcionários e até mesmo os diretores podem ser alvo de práticas ofensivas e sofrer bullying dentro do ambiente escolar. Nestes casos, o profissional que é afetado pelas humilhações ou agressões, também pode apresentar transtornos psicológicos, desenvolver depressão e sentir uma forte vontade de desistir da profissão.

Bullying: como lidar?

Tanto o bullying direcionado para os alunos quanto o bullying direcionado para professores ou demais funcionários, precisam ser levados a sério e encaminhados, da melhor maneira, para que tudo se resolva o mais rápido possível, de modo a não prejudicar (ainda mais) o andamento das atividades.

Diálogo como ferramenta de resolução do problema

E a melhor forma disso tudo se resolver é através do diálogo. Por mais delicada que seja a situação, repreender não é uma boa alternativa, muito menos “devolver na mesma moeda”. O primeiro passo é chamar o aluno que pratica o bullying, juntamente com a pessoa que é o alvo das ofensas, para uma conversa com a direção da escola.

Entendendo as causas

É preciso, antes de tudo, conversar, entender e escutar a versão do aluno e identificar quais são os motivos que o levam a praticar o bullying, já que ninguém deve sair ofendendo ou batendo em outra pessoa. Se for possível, solicitar a ajuda de um psicólogo para a conversa, pois ele sabe direcionar melhor o diálogo e pode dar uma solução para o problema.

Envolver os pais para buscar a raiz do problema

Além disso, é de grande importância convocar os pais dos alunos envolvidos para participarem da conversa, pois eles, mais do que ninguém, precisam saber de tudo o que se passa dentro da escola, e são as pessoas que podem ajudar a resolver o caso, estendendo a conversa para a casa.

Conclusão

Enfim, o ideal é fazer esse diálogo e procurar todas as formas possíveis de resolver o problema mais breve possível, sem prejudicar o convívio dentro da sala de aula e muito menos o processo de ensino e aprendizagem.


Se você gostou desse artigo, clique aqui e veja outros artigos sobre questões escolares.

14 de julho de 2017 - 13:18 - atualizado em 14 de julho de 2017 - 14:51

COMENTÁRIOS PARA ESTE POST