Como fazer a gestão de conflitos na escola?

Tempo estimado de leitura: 4 minutos

conflitos na escola

A gestão escolar é composta por diversas funções administrativas e pedagógicas que influenciam o processo de ensino e aprendizagem. Entre elas está a gestão de conflitos na escola, uma tarefa complicada que exige a preparação dos professores e gestores para saber lidar com os problemas da melhor maneira possível.

Realizar a gestão de conflitos na escola envolve a elaboração de estratégias para intermediar as divergências já existentes e também resolver problemas ainda no início, antes de se tornarem conflitos maiores. Nesse sentido, a instituição deve buscar formas de prevenção sem negligenciar ou menosprezar o conflito.

As escolas têm o papel de formar cidadãos e, para isso, devem investir na capacitação de seus profissionais de modo que estejam preparados para, mais que transmitir conhecimento, ajudar os alunos a desenvolverem valores como respeito, empatia e senso de comunidade.

Os professores, que estão na linha de frente e lidam diretamente com os alunos, geralmente são os primeiros a serem chamados para mediar conflitos na escola. Por isso, a instituição precisa desenvolver estratégias de gestão, como a criação de grupos de discussão e análise, para propor as medidas preventivas que serão implementadas na escola.

Nesses casos, é importante que os alunos participem do desenvolvimento dessas estratégias, já que são parte essencial no processo e geralmente fazem parte do conflito, tornando fundamental seu envolvimento na solução. Uma instituição que se mostra aberta ao diálogo pode intermediar conflitos e impedir seu crescimento a partir de regras, rotinas e ações de conscientização.

Para fazer a gestão de conflitos na escola, é importante criar espaços de diálogo em que sejam debatidos temas como a qualidade das relações, problemas de convivência e formas de solucionar essas situações. Assim, os educadores podem propor soluções não violentas e auxiliar os envolvidos a chegarem a um acordo satisfatório para todos.

A implantação de um projeto de gestão de conflitos na escola é importante para realizar um trabalho preventivo, que envolve um levantamento sobre a natureza dos problemas para encontrar as soluções. Por isso, é importante que os professores, alunos, coordenadores, funcionários e gestores sejam capacitados para atuar como mediadores.

Além disso, falar sobre o assunto e conscientizar todos os envolvidos na gestão escolar permite a identificação das violências sofridas em todos os segmentos para que, assim, sejam criadas ações para combatê-las.

Qual o papel da gestão escolar para a redução dos conflitos na escola?

Os conflitos na escola podem surgir de diversas formas, mas na maioria dos casos as instituições atuam apenas na resolução, como se fossem problemas pontuais. No entanto, é importante ter um plano de ação elaborado a partir do diagnóstico e da análise das situações.

Assim, é possível trabalhar o diálogo com os alunos e criar uma rede de apoio para que todos saibam como agir em cada situação.

Outra medida importante para mediar conflitos na escola é identificar e explorar as suas causas. Pode ser que o verdadeiro motivo de uma discussão, por exemplo, não seja claro em um primeiro momento, mas, ao investigar as causas reais, a escola pode identificar problemas na família, bullying ou alguma dificuldade específica do aluno em lidar com as próprias emoções.

Por isso, é importante ter um grupo preparado para mediar o conflito e buscar a conciliação entre os envolvidos. Essa atitude também possibilita que os alunos trabalhem suas habilidades socioemocionais e aprendam a lidar com outras pessoas.

A prevenção de conflitos envolve ainda o monitoramento do comportamento e das relações entre os alunos. Com isso, os professores, pedagogos e coordenadores pedagógicos podem identificar pequenas discordâncias ou discussões para intervir antes que o conflito efetivamente aconteça.

Os conflitos na escola podem iniciar por motivos internos ou externos e geram consequências graves se não forem identificados, avaliados, resolvidos e acompanhados de maneira eficaz. Por isso, é papel da gestão escolar criar estratégias e capacitar os professores para tomarem decisões em prol do bem-estar dos alunos.

O URÂNIA é um software que elabora o horário escolar de forma rápida e fácil. Assim, a utilização da tecnologia para automatizar processos complexos e burocráticos traz benefícios para alunos, professores e gestores escolares. Além disso, um horário escolar de qualidade respeita o tempo dos professores e dos alunos, reduzindo o cansaço e aumentando a motivação. 

Ao dispor as disciplinas de forma equilibrada, é possível economizar tempo e otimizar a rotina da instituição como um todo, possibilitando a capacitação dos profissionais. Com isso, é possível reduzir os problemas e melhorar a gestão de conflitos na escola. Para saber mais sobre o URÂNIA, entre em contato com os nossos consultores.