😷 COVID-19: Novo Horário de Atendimento! Via Telefone: Seg a Sex das 09h às 16h | Via CHAT, E-mail e WhatsApp: Seg a Sex das 09h às 18h

Entenda a diferença entre EAD e sistema híbrido de ensino

Tempo estimado de leitura: minutos

EAD - Ensino a distância

Embora ainda baseando-se no modelo criado na época da Revolução Industrial, ao longo dos anos a educação sofreu algumas transformações para adequar-se às novas realidades, conforme foram surgindo. Assim, com o maior acesso à tecnologia, surgiram também outros formatos além do  tradicional, como o sistema híbrido e o ensino a distância (EAD).

Tanto o sistema híbrido quanto o EAD utilizam ferramentas tecnológicas para estimular a autonomia do aluno e melhorar seu aprendizado.

Porém, existem algumas diferenças importantes entre os dois formatos, inclusive com relação ao público, já que um é mais utilizado pelo Ensino Superior enquanto o outro pode ser aplicado em qualquer etapa.

O que é ensino a distância (EAD)?

A educação a distância, ou ensino a distância, é a modalidade em que as aulas são realizadas de forma remota, geralmente por uma plataforma online, e, por vezes, as avaliações são feitas presencialmente.

Segundo o Censo da Educação Superior do Inep, de 2008 a 2018 as matrículas nesta modalidade de ensino cresceram predominantemente na educação para adultos. 

Em geral, a facilidade logística e o valor mais acessível das mensalidades são os grandes fatores que levam as pessoas a optarem pelo EAD, já que o método permite maior flexibilidade de horários e derruba barreiras geográficas.

Com a pandemia de Covid-19 e a suspensão das atividades presenciais para conter a disseminação do vírus, o Ministério da Educação (MEC) liberou temporariamente a realização de aulas remotas para todas as etapas, já que esta modalidade, normalmente, é permitida somente para o Ensino Superior.

Nesse cenário, um levantamento da Equipe de Inteligência de Mercado da emissora Rede Globo Comunicações em parceria com o “Instituto Toluna”, mostrou que 58% dos universitários participantes passaram a ver a modalidade de forma positiva.

Porém, 46% dos jovens entrevistados afirmam que a difícil conexão com a internet é o maior problema e que o modelo exige muita disciplina por parte dos alunos. 

O que é sistema híbrido de ensino?

O sistema híbrido é a modalidade que combina aulas presenciais e remotas, por isso também é conhecido como semipresencial ou blended learning. 

O objetivo é usar ambas as práticas pedagógicas de maneiras diferentes, aperfeiçoando o desempenho dos estudantes de várias maneiras.

Este modelo é o resultado da implementação de metodologias inovadoras na educação, que buscam humanizar a relação entre professores, alunos e a escola, além de utilizar a tecnologia presente no dia a dia para potencializar o processo de ensino e aprendizado.

Ao implementar o ensino híbrido, a instituição concilia aulas presenciais em seu espaço físico com atividades realizadas em ambientes virtuais. 

Com isso, os alunos aprendem a parte teórica do conteúdo em casa, na biblioteca, ou em qualquer outro lugar, e discutem os assuntos presencialmente com o professor.

Nesses encontros, os estudantes são estimulados a interagir com os colegas e com o professor, que assume um papel de mediador e facilitador do aprendizado, em vez de apenas transmitir o conteúdo da disciplina.

Desta forma, a principal diferença entre o ensino a distância e o ensino híbrido está na frequência e no objetivo dos encontros presenciais. 

Enquanto no primeiro os alunos encontram os professores ou tutores apenas no final do semestre para realizar as avaliações, no segundo as reuniões acontecem periodicamente, com acesso à internet de acordo com o planejamento e as necessidades de cada disciplina.

Em geral, essas aulas são dedicadas a dinâmicas, exercícios práticos e atividades relacionadas ao conteúdo que os alunos já estudaram na etapa remota. 

Como o URÂNIA facilita a implementação do ensino híbrido

O ensino híbrido é a principal alternativa para o retorno às aulas pós-pandemia e já é realidade em diversas escolas. 

Nesse novo contexto, uma das principais vantagens da modalidade é tornar mais simples a adoção de medidas de segurança e higiene, pois permite o revezamento de pequenos grupos no espaço físico da instituição.

Dessa forma, os gestores precisam lidar com o desafio de organizar o horário escolar para incluir as aulas presenciais e online sem prejudicar o aprendizado dos alunos.

Além disso, o horário híbrido demanda um maior planejamento prévio, pois uma grade funcional pode exigir alterações na disponibilidade, na carga horária semanal dos professores, na matriz curricular ou distribuição das turmas.

Para ajudar os gestores nestes desafios, nós da Geha Sistemas Especialistas, empresa desenvolvedora do URÂNIA, lançamos o e-book “Volta às aulas presenciais: como montar um horário híbrido otimizado”, criado em colaboração com profissionais da educação de todo o país.

Além de um MÉTODO EXCLUSIVO para gerar horário híbridos, o material contem informações sobre os principais cuidados com a higiene, como manter o distanciamento social na escola e um método exclusivo para gerar horários híbridos otimizados.

Com a implementação dos horários elaborados a partir do modelo apresentado, é possível reduzir a necessidade de professores extras, otimizar a utilização dos espaços e respeitar ao máximo a disponibilidade dos docentes sem prejudicar o aprendizado dos alunos.

A nova versão do URÂNIA também foi pensada especialmente para ajudar os gestores neste momento delicado e contém novas funções para equilibrar as aulas de turmas presenciais, remotas e/ou híbridas.

Com o URÂNIA fica muito mais fácil implementar o sistema híbrido e garantir o aprendizado dos alunos. Assine já o software e tenha horários otimizados para facilitar a organização da escola a partir do primeiro dia de aula.