⏰ HORÁRIO DE ATENDIMENTO: SEG. A SEX. DAS 08H ÀS 18H ☎️ 0800 702 2011 📧 CONTATO@HORARIO.COM.BR

Acessibilidade na escola: a importância da integração dos alunos

Tempo estimado de leitura: 8 minutos

Saiba mais sobre a importância da acessibilidade na escola e como preparar sua instituição para receber pessoas com deficiência.

A acessibilidade é o conjunto de condições e possibilidades para que todas as pessoas possam utilizar espaços públicos ou privados com autonomia e segurança. Nas escolas, é importante pensar em como o espaço e as práticas podem ser adaptadas para atender alunos com diversos tipos de necessidades especiais.

A acessibilidade nas escolas, felizmente, é um assunto cada vez mais debatido dentro e fora dos portões. Porém, mais do que adaptar a infraestrutura escolar, é preciso que as instituições de ensino proporcionem uma experiência segura e integrada para todos os alunos.

Segundo o último Censo do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), em 2010 havia cerca de 46,5 milhões de brasileiros com ao menos um tipo de deficiência, seja visual, auditiva, motora ou intelectual, o equivalente a cerca de 24% da população brasileira.

De acordo com o Censo Escolar 2020, o número de matrículas da educação especial chegou a 1,3 milhão, um aumento de 34,7% em relação a 2016.

Considerando apenas os alunos de 4 a 17 anos da educação especial, o levantamento mostra que também houve um aumento no percentual de matrículas de alunos com necessidades especiais em classe comum, passando de 89,5% em 2016 para 93,3% em 2020.

Nesse caso, o Censo Escolar se refere a alunos com deficiência, transtornos globais do desenvolvimento e/ou altas habilidades/superdotação em classes comuns ou em classes especiais exclusivas.

A importância da acessibilidade nas escolas

Segundo a lei e o Plano Nacional de Educação (PNE), o Brasil deve incluir todos os estudantes de 4 a 17 anos na escola e as pessoas com deficiência e necessidades especiais devem ser matriculadas preferencialmente em classes comuns.

Porém, esta questão vai além de somente cumprir as obrigações da lei e demanda que as escolas passem por um processo de adaptação que envolve desde o modo como as aulas são conduzidas até o relacionamento com os outros alunos e as famílias.

Essa mudança deve partir do gestor escolar e dos professores, que poderão preparar o ambiente para receber os alunos com deficiência de uma forma empática e natural.

Existem várias formas de acessibilidade que devem estar presentes nas instituições de ensino, como:

  • Arquitetônica

Está relacionada ao espaço escolar e aos equipamentos que devem ser implementados para atender alunos com deficiência.

Rampas, corrimões, banheiros adaptados são alguns exemplos de mudanças feitas para garantir a segurança das pessoas durante a sua locomoção no ambiente escolar.

  • Comportamental

A acessibilidade comportamental consiste na criação de uma cultura inclusiva dentro da instituição de ensino.

Para implementá-la, é necessário realizar uma série de ações sobre a conscientização da importância da inclusão e do respeito às diferenças, envolvendo alunos, professores, familiares e demais colaboradores.

  • Comunicação

A comunicação é um dos principais elementos que devem ser adaptados para a criação de uma cultura inclusiva e um ambiente integrador.

Entre as medidas aplicadas, estão a alteração da acústica das salas para atender às necessidades dos alunos surdos, a adaptação dos materiais didáticos para o Sistema Braille, a adoção de sinalizações e figuras que ajudam na comunicação e interação dos alunos entre si e com os professores, entre outras.

  • Técnica

A adaptação técnica consiste na inclusão de equipamentos e produtos que possam facilitar o dia a dia de uma pessoa com deficiência.

Essas medidas incluem texturas nos pisos, barras de apoio no banheiro, corrimãos e outras mudanças físicas que dão maior autonomia e segurança aos alunos com deficiência.

  • Pedagógica

A acessibilidade pedagógica envolve elementos e equipamentos que possibilitam uma experiência e vivência mais saudáveis no ambiente escolar.

Softwares para pessoas com deficiência visual, materiais pedagógicos modificados, adaptadores para materiais escolares são alguns exemplos de itens que facilitam o processo de ensino e aprendizado.

Setembro verde e a campanha de inclusão da pessoa com deficiência

O dia 21 de setembro é o Dia Nacional de Luta da Pessoa com Deficiência e, por isso, foi criada a campanha do Setembro Verde, visando dar visibilidade à inclusão social da pessoa com deficiência.

Por isso, o mês de setembro é uma oportunidade para as escolas abordarem o assunto e criarem atividades promovendo a inclusão e a integração entre os alunos.

A melhor maneira de organizar essas atividades e criar projetos interdisciplinares é contar com o UR NIA para resolver o horário escolar.

Com o UR NIA, é possível juntar e separar turmas para o desenvolvimento de projetos em comum e ainda manter a escola organizada desde o primeiro dia de aula e otimizar o tempo de gestores e professores para que possam se dedicar às atividades de acessibilidade na escola. Entre em contato conosco e saiba mais.