⏰ HORÁRIO DE ATENDIMENTO: SEG. A SEX. DAS 08H ÀS 18H | ☎️ 0800 702 2011 📧 CONTATO@HORARIO.COM.BR

Novo Ensino Médio: o que muda no horário escolar com a nova carga horária

Tempo estimado de leitura: minutos

Entenda quais as principais características do Novo Ensino Médio e como as novas diretrizes da carga horária impactam o horário escolar.

Com a necessidade de tornar a escola mais conectada às demandas das novas gerações, foi aprovado o Novo Ensino Médio, com um modelo que altera a Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional (LDB). Um dos pontos mais importantes da reforma é a ampliação da carga horária.

O Novo Ensino Médio estabelece que as escolas devem seguir um currículo determinado pela Base Nacional Comum Curricular (BNCC), criando também os Itinerários Formativos e o Projeto de Vida para dar poder de escolha aos estudantes – mudanças que só são possíveis com o aumento da carga horária anual e a reestruturação do currículo.

Quais as mudanças do Novo Ensino Médio?

O Novo Ensino Médio entrou em vigor em 2022 e a mudança está sendo gradual, começando pelo 1º ano dessa etapa e atingindo todos os três anos até 2024.

Na prática, o modelo de aprendizado é dividido por áreas do conhecimento e permite aos estudantes optarem por uma formação técnica e profissionalizante, aumentando a carga horária obrigatória e flexibilizando o currículo para que os alunos possam escolher parte do que vão estudar.

Uma parcela da carga horária será comum a todos os estudantes, com as matérias tradicionais, e ao menos 40% serão dedicados aos Itinerários Formativos, que os alunos podem escolher de acordo com seus interesses.

O currículo deve ser estruturado a partir da BNCC e as instituições de ensino podem organizar seus currículos de modo que os componentes de uma mesma área sejam trabalhados de forma integrada, como Linguagens e Ciências Humanas, por exemplo.

Dependendo da oferta da instituição, o estudante pode cursar a formação geral básica em uma escola de ensino regular e, na parte destinada aos itinerários, realizar cursos técnicos em instituições parceiras, por exemplo.

Outra possibilidade é realizar a formação geral básica e cursos de formação técnica e profissional de uma forma integrada na mesma escola.

Quais as mudanças na carga horária do Novo Ensino Médio?

Para que o novo modelo seja possível, a lei determina que as escolas devem ampliar a carga horária de forma gradual para 1.400 horas anuais, o equivalente a sete horas diárias

Em 2022, a carga horária deve ser de pelo menos 1.000 horas anuais, ou cinco horas diárias distribuídas em pelo menos 200 dias letivos em todas as escolas de ensino médio do país, totalizando 3.000 horas durante os três anos.

Desse total, 60% da carga horária (1.800 horas) será distribuída entre as áreas de conhecimento obrigatórias para formação.

Os outros 40% (1.200 horas) serão destinados aos Itinerários Formativos, que são as novas disciplinas complementares da grade e têm a proposta de promover a formação integral dos alunos ao abordar conhecimentos técnicos, práticos e de autoconhecimento.

Assim, a escola precisa ofertar, no mínimo, uma das disciplinas do itinerário formativo em 2022, sendo necessário aplicar as mudanças ao menos no 1º ano do Ensino Médio.

Já as disciplinas complementares podem ser ofertadas presencialmente ou por meio da Educação a Distância (EAD), podendo ter 20% das aulas online para o período diurno e 30% para o noturno.

Principais desafios da implantação da nova carga horária

Com os Itinerários Formativos, gradualmente a implantação do ensino em tempo integral será obrigatória em todas as escolas públicas e particulares que oferecem o Ensino Médio no Brasil.

Neste momento de adaptação, as escolas estão enfrentando uma série de desafios relacionados à adaptação da carga horária.

Algumas instituições podem ter dificuldades para comportar todos os alunos da instituição em sua estrutura física, por exemplo, tornando o Ensino Híbrido uma alternativa.

Além disso, os currículos das instituições devem ser reestruturados para incluir a formação técnica e profissional e distribuí-la de maneira adequada para estimular o desempenho dos alunos.

Para atender a essas mudanças, muitas instituições precisarão ampliar a jornada diária dos alunos em sala de aula, o que se reflete diretamente na construção da grade de horários para as turmas do ensino médio.

Uma alternativa é adicionar mais tempos de aula, de modo que as turmas desta etapa permaneçam por mais tempo na instituição.

Porém, muitas escolas estão enfrentando dificuldades em gerenciar os horários, já que a ampliação do número de aulas diárias pode resultar em choques nos horários de início e término dos turnos.

Por isso, o URÂNIA é a melhor solução para a gestão escolar, pois oferece funções que permitem incluir novas disciplinas na matriz curricular de forma simples e prática, seja para turmas presenciais, remotas ou híbridas.

Conte com o URÂNIA para solucionar os horários da sua instituição e otimizar o tempo da equipe de gestão escolar!

São mais de 35 anos de experiência na elaboração de grades horárias com alta qualidade pedagógica, sempre buscando atender as novas tendências e regras da educação brasileira.

Entre em contato com nossos consultores e conheça as funções exclusivas do programa para adaptar a carga horária às exigências do Novo Ensino Médio.