⏰ CONFIRA NOSSO HORÁRIO DE ATENDIMENTO! SEG. A SEX. DAS 09H ÀS 18H | ENTRE EM CONTATO CONOSCO! ☎️ 0800 702 2011 📧 CONTATO@HORARIO.COM.BR

Entenda como adequar sua instituição à BNCC em 2021

Tempo estimado de leitura: 10 minutos

Alinhar as aprendizagens essenciais para a formação dos alunos e atuar como balizadora da qualidade da educação no Brasil são os principais objetivos da Base Nacional Comum Curricular (BNCC). No entanto, com a pandemia de coronavírus e a suspensão das aulas presenciais, surgiram novos desafios para a adequação do currículo em 2021.

Nesse cenário, um dos maiores desafios das escolas de todas as etapas será a reorganização de suas atividades ao mesmo tempo em que elaboram o novo currículo de acordo com as aprendizagens, competências e habilidades estabelecidas pela BNCC.

Para superar essas dificuldades, é importante que o currículo de 2021 seja elaborado de forma colaborativa, com a participação de membros da gestão escolar e de professores, já que eles serão os responsáveis por levar o documento à sala de aula.

Por outro lado, os coordenadores e gestores têm o papel de garantir que a versão final do currículo siga as diretrizes do Ministério da Educação (MEC) e represente a escola.

O que é a Base Nacional Comum Curricular?

A BNCC é um documento elaborado pelo MEC que tem o objetivo de normatizar as instituições de ensino públicas e privadas de todas as etapas, da Educação Infantil ao Ensino Médio.

O documento tem caráter normativo e indica as competências e habilidades que os alunos devem desenvolver ao longo de cada etapa, por meio da abordagem de temas contemporâneos e transversais ao currículo escolar.

Dessa forma, a Base é um instrumento fundamental para balizar a qualidade da educação, pois estabelece um mesmo patamar de aprendizagem e desenvolvimento, estimulando a igualdade entre todos.

O documento também busca contribuir para o alinhamento de políticas e ações para a educação nas esferas municipal, estadual e federal. 

Nesse sentido, a formação de professores, avaliação, elaboração de conteúdos educacionais, critérios para a estrutura das escolas, entre outros fatores, podem ser combinados em todos os níveis.

É importante destacar que a BNCC não é o currículo, mas um documento que esclarece os pontos a que todos os estudantes têm direito a aprender e quais objetivos precisam alcançar.

Por outro lado, o currículo contém as propostas e estratégias para guiar o que será ensinado em sala de aula. Ou seja, a Base mostra o que a escola deve ensinar e o currículo determina como isso será colocado em prática em cada instituição.

As 10 competências gerais da BNCC

As 10 competências gerais da Base Nacional Comum Curricular são as mesmas para a Educação Infantil, Ensino Fundamental e Ensino Médio, mas, em cada etapa, são adaptadas de acordo com as fases de desenvolvimento das crianças e adolescentes.

As competências têm o objetivo de nortear o trabalho das escolas para que os alunos possam desenvolver inteiramente cada uma das habilidades e aprendizagens essenciais determinadas no documento.

São elas:

  1. Conhecimento;
  2. Pensamento científico, crítico e criativo;
  3. Repertório cultural;
  4. Comunicação;
  5. Cultura digital;
  6. Trabalho e projeto de vida;
  7. Argumentação;
  8. Autoconhecimento e autocuidado;
  9. Empatia e cooperação;
  10. Responsabilidade e cidadania.

Como adequar o currículo à BNCC em 2021

O texto introdutório da Base Nacional Comum Curricular para a Educação Infantil e Ensino Fundamental foi aprovado em 2017 e, no ano seguinte, o documento relativo ao Ensino Médio foi homologado.

Assim, até 2020 as escolas deveriam implementar as diretrizes em seu currículo, seja reformulando-o ou desenvolvendo um novo.

Com a pandemia de Covid-19, a suspensão das aulas presenciais e a adoção do ensino híbrido, os gestores precisaram lidar com as incertezas e repensar os caminhos para 2021.

Para isso, é preciso rever a organização do currículo, analisar a possível defasagem de aprendizado dos alunos e definir as ações prioritárias de recuperação. Essa discussão deve ser feita de forma coletiva e democrática garantindo que todas as escolas da rede estejam alinhadas antes do início do ano letivo.

Algumas estratégias para facilitar as mudanças são:

  • Realizar avaliações diagnósticas no início do ano para ter um panorama real das defasagens;
  • Fazer um planejamento de maneira democrática, com a participação de gestores, professores, coordenadores e outros membros da comunidade escolar;
  • Planejar a realização de atividades fora do horário escolar, se necessário;
  • Investir em novas metodologias de ensino para estimular a troca de conhecimentos entre alunos de diferentes níveis de aprendizagem;
  • Reorganizar as turmas em grupos menores para facilitar a interação com os professores.

Os docentes têm um papel decisivo no planejamento e implementação dos currículos, assim como na aprendizagem dos estudantes.

Por isso, é importante investir na formação continuada dos profissionais para que aprendam a utilizar a tecnologia e as metodologias ativas a favor do ensino.

Além disso, neste período de adaptação, a escola deve monitorar a aprendizagem de perto, realizando avaliações periódicas para que todos possam analisar os processos internos, entender o que pode ser aprimorado e de que forma.

A tecnologia também é essencial na adequação das escolas à BNCC em 2021, já que sua utilização cresceu muito no último ano.

Esta é uma das habilidades que devem ser desenvolvidas pelos alunos, então os docentes e coordenadores devem basear a escolha das ferramentas no conteúdo que será transmitido aos estudantes, de acordo com a idade e nível de conhecimento.

As mudanças no currículo escolar incluem o aumento na carga horária ou a redistribuição das aulas, que devem ser pensadas para facilitar o entendimento dos alunos com relação ao conteúdo sem sobrecarregar os professores.

A organização e o planejamento, portanto, serão fundamentais nesse processo e você pode contar com o URÂNIA para superar estes e outros desafios relacionados à gestão escolar.

O URÂNIA  gera horários escolares com alta qualidade pedagógica para aulas presenciais, remotas e híbridas, respeitando a disponibilidade dos professores.

Com o URÂNIA, você pode:

  • Determinar os horários em que cada professor pode dar suas aulas;
  • Elaborar o horário de várias sedes ao mesmo tempo, controlando o deslocamento dos professores;
  • Indicar a forma como as aulas das disciplinas devem ser dispostas na semana (geminadas, separadas, só uma aula por dia, etc.);
  • Limitar o número de aulas diárias de cada professor;
  • Trabalhar com dois ou mais professores em conjunto (divisão de classes);
  • Definir turmas com horários diferentes de início e término de aula;
  • Controlar a utilização de ambientes (quadra de esportes, salas, laboratórios, etc.);
  • E muito mais!

Conte com o URÂNIA para simplificar a gestão dos horários escolares e manter sua escola organizada para a adequação do currículo à BNCC em 2021.

Entre em contato e descubra como o URÂNIA resolve os horários de milhares de instituições de ensino em todo Brasil.