☣️ COVID-19 ☣️ atendimento durante a quarentena: Seg a Sex das 09h às 18h | exclusivamente por CHAT, WhatsApp e e-mail

Entenda as 10 competências gerais da Base Nacional Comum Curricular

Tempo estimado de leitura: 6 minutos

A Base Nacional Comum Curricular (BNCC) é uma referência nacional para a formulação dos currículos de todas as escolas do país, de modo a alinhar as aprendizagens essenciais para a formação dos alunos e atuar como balizadora da qualidade da educação. Para isso, o documento estabelece 10 competências gerais para orientar o trabalho das escolas e dos professores da Educação Básica.

A BNCC considera que competência é a mobilização de conhecimentos, atitudes, habilidades e valores para resolver demandas da vida cotidiana, do exercício da cidadania e do mundo do trabalho. A partir disso, as 10 competências gerais indicam o que deve ser aprendido pelos estudantes e descrevem a finalidade com que cada competência deve ser desenvolvida.

Com as competências gerais definidas para nortear o trabalho das escolas de todo o Brasil, os alunos podem desenvolver inteiramente cada uma das habilidades e aprendizagens essenciais determinadas na Base Nacional Comum Curricular.

É importante ressaltar que as 10 competências gerais são as mesmas por toda a Educação Básica, ou seja, da Educação Infantil ao Ensino Médio. No entanto, em cada etapa elas são adaptadas de acordo com as fases do desenvolvimento das crianças e adolescentes.

Assim, as escolas podem formular seus currículos para que o aluno possa ser um agente ativo em sala de aula, propondo e testando soluções em situações conectadas à sua realidade. O estudante também se sente motivado a interagir com os professores e colegas, tornando-se mais participativo na sociedade. 

As 10 competências gerais da BNCC

Com a definição desses itens, o objetivo é reconhecer que a educação deve afirmar valores e estimular ações, contribuindo para a mudança da sociedade. 

De acordo com a Base, as competências estão alinhadas aos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) da ONU e participam da construção de conhecimentos, desenvolvimento de habilidades e formação de atitudes e valores dos estudantes. 

Conheça as 10 competências gerais presentes na BNCC:

1.Conhecimento

Valorizar e utilizar os conhecimentos historicamente construídos sobre o mundo físico, social, cultural e digital para entender e explicar a realidade, continuar aprendendo e colaborar para a construção de uma sociedade justa, democrática e inclusiva.

2.Pensamento científico, crítico e criativo

Exercitar a curiosidade intelectual e recorrer à abordagem própria das ciências, incluindo a investigação, a reflexão, a análise crítica, a imaginação e a criatividade, para investigar causas, elaborar e testar hipóteses, formular e resolver problemas e criar soluções (inclusive tecnológicas) com base nos conhecimentos das diferentes áreas.

3.Repertório cultural

Valorizar e fruir as diversas manifestações artísticas e culturais, das locais às mundiais, e também participar de práticas diversificadas da produção artístico-cultural.

4.Comunicação

Utilizar diferentes linguagens – verbal (oral ou visual-motora, como Libras, e escrita), corporal, visual, sonora e digital –, bem como conhecimentos das linguagens artística, matemática e científica, para se expressar e partilhar informações, experiências, ideias e sentimentos em diferentes contextos e produzir sentidos que levem ao entendimento mútuo.

5.Cultura digital

Compreender, utilizar e criar tecnologias digitais de informação e comunicação de forma crítica, significativa, reflexiva e ética nas diversas práticas sociais (incluindo as escolares) para se comunicar, acessar e disseminar informações, produzir conhecimentos, resolver problemas e exercer protagonismo e autoria na vida pessoal e coletiva.

6.Trabalho e projeto de vida

Valorizar a diversidade de saberes e vivências culturais e apropriar-se de conhecimentos e experiências que possibilitem entender as relações próprias do mundo do trabalho e fazer escolhas alinhadas ao exercício da cidadania e ao seu projeto de vida, com liberdade, autonomia, consciência crítica e responsabilidade.

7.Argumentação

Argumentar com base em fatos, dados e informações confiáveis, para formular, negociar e defender ideias, pontos de vista e decisões comuns que respeitem e promovam os direitos humanos, a consciência socioambiental e o consumo responsável em âmbito local, regional e global, com posicionamento ético em relação ao cuidado de si mesmo, dos outros e do planeta.

8.Autoconhecimento e autocuidado

Conhecer-se, apreciar-se e cuidar de sua saúde física e emocional, compreendendo-se na diversidade humana e reconhecendo suas emoções e as dos outros, com autocrítica e capacidade para lidar com elas.

9.Empatia e cooperação

Exercitar a empatia, o diálogo, a resolução de conflitos e a cooperação, fazendo-se respeitar e promovendo o respeito ao outro e aos direitos humanos, com acolhimento e valorização da diversidade de indivíduos e de grupos sociais, seus saberes, identidades, culturas e potencialidades, sem preconceitos de qualquer natureza.

10.Responsabilidade e cidadania

Agir pessoal e coletivamente com autonomia, responsabilidade, flexibilidade, resiliência e determinação, tomando decisões com base em princípios éticos, democráticos, inclusivos, sustentáveis e solidários.

Com isso, a BNCC se torna um instrumento fundamental para garantir que todas as escolas do Brasil garantam um patamar comum de aprendizagens aos alunos e fortaleça a colaboração entre as esferas do governo.

Implementação da BNCC

É importante ressaltar que a Base Nacional Comum Curricular é diferente do currículo. A BNCC mostra o que a escola precisa ensinar e quais objetivos alcançar com a aprendizagem, enquanto o currículo varia de acordo com cada instituição e apresenta como as competências serão colocadas em prática.

Com as alterações no documento, as escolas devem readequar seus processos internos e realizar as mudanças necessárias, levando em consideração os princípios, competências e etapas obrigatórias.

Para isso, os professores e gestores da instituição devem estudar o documento a fundo e encontrar formas de colocá-lo em prática. Essa tarefa é bastante complexa e exige tempo e dedicação dos profissionais. Sabemos que tempo é um bem precioso e escasso na rotina escolar, e para consegui-lo os gestores devem pensar em automatizar tarefas que podem ser resolvidas pelas modernas tecnologias à disposição das escolas. Resolver as grades horárias da sua escola usando o melhor software nesta categoria é a solução que você precisa neste momento. Ao utilizar o URÂNIA a rotina de todos é otimizada, para que dentro da administração do tempo seja possível dar atenção a assuntos tão importantes quanto o planejamento escolar com vistas na BNCC. 

Com o horário escolar elaborado por um software especializado, são construídas grades com alta qualidade pedagógica em pouco tempo. Dessa forma, a escola se mantém organizada desde o primeiro dia de aula para que os professores e gestores tenham tempo livre para seu aprimoramento pessoal e profissional.

Nós da Geha Sistemas Especialistas, empresa desenvolvedora do URÂNIA, acreditamos na importância da educação e buscamos contribuir para a qualidade de vida das pessoas ligadas ao ensino. Por isso, estamos sempre atentos às mudanças e novas formas de melhorar o processo de ensino e aprendizagem, como a implementação das 10 competências gerais da BNCC.