Como a escola pode ajudar o aluno a melhorar seu desempenho no Enem?

Tempo estimado de leitura: 4 minutos

Enem

Ao começar o Ensino Médio, muitos alunos também começam a preparação para o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). A prova, realizada anualmente, é uma das principais formas de ingresso no Ensino Superior, especialmente em universidades públicas, e também é um dos indicadores de desempenho de escolas públicas e privadas em todo o país.

A prova é dividida por áreas do conhecimento e, como as disciplinas das escolas são mais rígidas, os alunos podem ter dificuldades em relacionar os conteúdos ensinados em matérias diferentes. Assim, muitas escolas e professores têm dificuldades em auxiliar os alunos a estudar para o Enem, principalmente por seu caráter multidisciplinar.

Para ajudar os professores e as instituições a preparar seus alunos da melhor forma possível para a realização do Enem, reunimos algumas dicas que podem ser adotadas por todas as disciplinas.

Entenda a matriz de referência do Enem

A matriz de referência do Enem é um documento elaborado e disponibilizado pelo Ministério da Educação (MEC) que determina o que será avaliado em cada área do conhecimento abordada na prova. Os eixos cognitivos comuns a todas as áreas são dominar linguagens, compreender fenômenos, enfrentar situações-problema, construir argumentação e elaborar propostas.

A partir dessas competências, as habilidades e disciplinas são reunidas da seguinte maneira:

  • Linguagens, Códigos e suas Tecnologias: inclui os conteúdos de língua portuguesa, língua estrangeira (inglês ou espanhol), literatura, educação física, artes e tecnologias da informação e comunicação.
  • Ciências da Natureza e suas Tecnologias: inclui os conteúdos de física, biologia e química.
  • Ciências Humanas e suas Tecnologias: inclui os conteúdos de história, geografia, sociologia e filosofia.
  • Matemática e suas Tecnologias.

Os professores podem utilizar essas informações para elaborar questões nos mesmos padrões do Enem, ou seja, com um texto-base e cinco alternativas, e adaptar os conteúdos à realidade dos alunos com exemplos práticos e aplicáveis, algo bastante explorado na prova.

Elabore um planejamento

Para melhorar o desempenho dos alunos no Enem e garantir o bom resultado, é preciso, em primeiro lugar, contar com o trabalho conjunto de pais e responsáveis, professores e estudantes. Além disso, é necessário alinhar as expectativas e garantir que todos entendam a importância da prova para o futuro do aluno.

Da mesma forma, os professores também precisam estar capacitados para orientar os estudantes e criar atividades para melhorar seu desempenho. Os alunos também precisam entender a dimensão da prova e qual a sua importância para entrar na universidade.

Realize simulados

A melhor forma de melhorar o desempenho dos alunos no Enem é treinar e colocar o conhecimento em prática. Para isso, os professores podem realizar atividades em papel ou online, dependendo do tempo disponível.

Além das atividades em sala de aula, também é importante realizar simulados nos mesmos moldes da prova, ou seja, com a mesma quantidade de questões e tempo disponível. Assim, os alunos se acostumam com o formato e podem se preparar melhor para o exame.

Ao corrigir os simulados, os professores devem utilizar o método TRI (Teoria de Resposta ao Item), o mesmo do Enem. Com esse método, é possível determinar o nível de dificuldade de uma questão e identificar o conhecimento do aluno de forma mais específica.

A partir desses dados também é possível determinar os conteúdos que precisam de mais atenção e acompanhar a evolução individual dos alunos. Se um estudante tiver algum problema específico durante a realização do simulado, é importante que o professor converse com ele e os responsáveis para entender os motivos e encontrar soluções.

Ao colocar essas dicas em prática, os professores podem ajudar o aluno a melhorar seu desempenho no Enem. 

Para ajudar na gestão escolar e facilitar a rotina da instituição, o URÂNIA elabora o horário escolar para garantir a produtividade de estudantes e educadores. Entre em contato com nossos consultores e assine o URÂNIA!