Protagonismo do aluno e os benefícios para o aprendizado

Tempo estimado de leitura: minutos

Você sabe o que é protagonismo do aluno? Confira no post o que é essa metodologia e como pode ser aplicada para melhorar o desempenho dos estudantes.

Os métodos tradicionais de ensino têm como base a dinâmica em que o professor detém o conhecimento e a autoridade em sala de aula enquanto os alunos ocupam um papel de espectadores. Porém, novas metodologias questionam essa lógica para priorizar o protagonismo do aluno e sua autonomia no processo de ensino e aprendizagem.

Porém, novas metodologias questionam essa lógica para priorizar o protagonismo do aluno e sua autonomia no processo de ensino e aprendizagem.

O protagonismo do aluno parte da perspectiva de que o ensino é uma via de mão dupla e todos têm a ensinar e a aprender. Assim, o estudante assume uma posição mais ativa no próprio processo de aprendizado e desenvolve habilidades socioemocionais enquanto aprende o conteúdo das disciplinas. 

A proposta exige que os alunos se engajem nas discussões, participem de debates e levem suas opiniões para a sala de aula. Porém, a adoção da metodologia em que o aluno é protagonista envolve mudanças estruturais na maneira como o ensino é planejado e desenvolvido, já que não se restringe apenas à sala de aula. 

Dessa forma, a escola que coloca o aluno como protagonista também ensina autonomia, pensamento crítico, curiosidade científica, liberdade de expressão e outros valores que formam cidadãos conscientes e participantes ativos da sociedade. 

Como colocar o protagonismo do aluno em prática?

A escola sempre foi o lugar em que os estudantes aprendem muito mais do que apenas o conteúdo obrigatório. Eles se desenvolvem diariamente e aprendem sobre si mesmos e sobre o mundo.

Ao incentivar que os alunos sejam criativos, comunicativos, responsáveis e saibam buscar soluções para problemas, a escola propõe um ambiente mais dinâmico, em que os alunos têm voz ativa no próprio aprendizado.

Para colocar essa metodologia em prática, é preciso mudar a forma como a educação é vista e quebrar paradigmas estabelecidos. Por isso, incentivar o protagonismo do aluno é uma forma de não apenas garantir que ele aprenda o conteúdo das disciplinas, mas também se torne um cidadão crítico e ativo na sociedade. 

No dia a dia, o professor pode começar dinamizando as aulas, incentivando o debate e utilizando novos recursos para prender a atenção dos estudantes.

Assim, os alunos são incentivados a buscar soluções para problemas, perguntar e interagir entre si e com o professor, em um processo mais relacionado às possibilidades que surgem durante o aprendizado do que a um roteiro de ensino preparado previamente.

Criar um ambiente interativo e participativo, em que os alunos se sentem à vontade para discutir os temas propostos pelo professor, também promove a autonomia do aluno e faz da escola um local de crescimento intelectual e humanístico. 

Além disso, possibilitar a interação entre o professor e a classe e entre os próprios alunos permite a troca de informações que contribuem para a construção do aprendizado. Quebrar a hierarquia tradicional e incentivar o debate também coloca o aluno no papel de protagonista e contribui para o ensino como via de mão dupla.

Qual o papel do professor no protagonismo do aluno?

Quando o protagonismo do aluno se torna o objetivo de toda a escola, o professor assume o papel de facilitador e mediador do processo. Na prática, o educador guia os alunos e oferece liberdade para que, coletivamente, tenham a chance de decidir para onde voltar sua atenção e dedicar seus esforços de aprendizado.

Colocar o protagonismo do aluno em prática é uma construção coletiva que deve ser aplicada em todos os momentos. Como o objetivo maior é incentivar a autonomia e formar cidadãos preparados para enfrentar os desafios do mundo, o aluno precisa aprender a tomar decisões e ser instigado a buscar conhecimento.

Habilidades desenvolvidas pelo aluno protagonista

O protagonismo do aluno também tem como objetivo o desenvolvimento de habilidades socioemocionais, não apenas o entendimento do conteúdo das disciplinas.

Por isso, um aluno protagonista tem liberdade para se expressar na escola, entende que faz parte da construção das regras de convivência, pode exercitar sua curiosidade científica para formular hipóteses e buscar soluções para problemas e entende o papel do professor como facilitador do processo de ensino e aprendizagem. 

Benefícios de aplicar o protagonismo do aluno

Autonomia

Para que o aluno participe ativamente do próprio aprendizado, ele deve receber estímulos para buscar conhecimento e ser independente. Nesse sentido, o papel do professor é mediar e acompanhar todos os passos desse processo.

Incentivar a autonomia do aluno é garantir que ele aprenda a pesar os prós e os contras antes de tomar as próprias decisões e seja responsável ao assumir as consequências das próprias escolhas.

Criatividade

Estimular o protagonismo do aluno é também estimular sua criatividade para auxiliar no desenvolvimento do pensamento crítico e inovador. Assim, o aluno mantém sua curiosidade natural pelo mundo e tem capacidade de analisar situações, fazer escolhas, administrar as emoções e gerenciar os próprios pensamentos.

Na prática, os alunos protagonistas aprendem, junto com o conteúdo das disciplinas, a contribuir para a sociedade. 

Cooperação

Incentivar o protagonismo do aluno é incentivar, também, a coletividade, os debates e a tomada de decisões em grupo. Assim, ao proporcionar um ambiente favorável à cooperação, os alunos também aprendem a levar em consideração a opinião dos outros e aprender sobre as dificuldades e facilidades dos colegas.

Essas mudanças nos alunos refletem no ambiente da sala de aula, que se torna mais dinâmica e envolvente. 

Pensamento complexo

Um ambiente que promove o protagonismo do aluno também estimula o pensamento crítico para que os estudantes percebam a variedade de perspectivas e desenvolvam a habilidade de ver uma situação de diferentes pontos de vista.

Dessa forma, o aluno protagonista tem capacidade para pensar criticamente sobre os assuntos ensinados em sala de aula e fazer correlações entre diversos temas para desenvolver sua própria opinião e respeitar a dos colegas. 

Assim, o protagonismo do aluno deve envolver toda a escola e incentivar o desenvolvimento de todos os alunos em todos os momentos. Com isso, os estudantes têm liberdade e ainda desenvolvem habilidades para lidar consigo e com o mundo ao seu redor.