😷 COVID-19: Novo Horário de Atendimento! Via Telefone: Seg a Sex das 09h às 16h | Via CHAT, E-mail e WhatsApp: Seg a Sex das 09h às 18h

5 dicas para manter a motivação dos alunos em aulas online

Tempo estimado de leitura: 5 minutos

A suspensão das aulas presenciais devido à pandemia de coronavírus trouxe uma mudança repentina na rotina escolar. Atualmente, após 4 meses de aulas online, grande parte das pessoas já estão cansadas e sobrecarregadas com o excesso de informações. Assim, os professores precisam encontrar novas formas de continuar motivando os alunos até a retomada das aulas presenciais.

Sabemos que a motivação dos alunos é fundamental para o aprendizado e as aulas online exigem uma dinâmica de ensino diferente das aulas presenciais. No entanto, se manter os alunos motivados já era uma tarefa difícil no início da pandemia, hoje em dia o desafio é ainda maior.

A falta de motivação pode afetar o aprendizado do aluno e levar até mesmo à evasão escolar, uma das grandes preocupações dos gestores neste momento. Assim, para ajudar os professores a manterem a motivação dos alunos, reunimos algumas dicas importantes:

1. Crie um ambiente agradável e interativo

A pandemia trouxe diversas preocupações para o dia a dia dos alunos que podem deixá-los ansiosos e com dificuldade de concentração. 

Por isso, é importante que o professor crie um ambiente leve e agradável para estimular o aprendizado e ajudá-los a entender a importância do conteúdo.

Para isso, a interação entre professor e alunos, e também entre os alunos, é fundamental para gerar uma troca positiva. A didática deve ser mais convidativa para não tornar a aula monótona e evitar que as distrações presentes na internet prejudiquem o aprendizado.

Essas ações ajudam a estimular os alunos que estão sentindo-se cansados ou sobrecarregados com as aulas online. Nesse sentido, a tecnologia é uma grande aliada dos profissionais da educação.

Ao utilizar ferramentas de vídeo, envio de mensagens, apresentação de mapas, gráficos e outros recursos, o professor consegue tornar as aulas mais divertidas e interativas, o que ajuda a prender a atenção dos alunos por mais tempo.

2. Faça vídeos curtos e atividades desafiadoras

A atenção dos alunos no ambiente online é diferente das aulas presenciais e os docentes devem levar esse fator em consideração ao realizarem o planejamento das atividades. 

Por isso, evite fazer vídeos muito longos e muito expositivos, com apenas uma pessoa falando para a câmera.

Em vez disso, utilize recursos visuais, músicas, desenhos e, se necessário, divida o assunto em temas mais específicos e faça vídeos separados. 

O ideal é que cada vídeo tenha até 10 minutos de duração, para que os alunos não percam o foco e continuem assistindo até o final.

Além disso, sugerir atividades diferentes e desafiadoras é uma forma eficaz de motivar os alunos e ajudá-los a sair da rotina.

Criar um problema relacionado ao tema da aula e separar os alunos em equipes para que encontrem uma solução, por exemplo, ajuda a estimular a criatividade e a autonomia no aprendizado. 

Dessa forma, eles também passam a interagir entre si e construir relacionamentos mesmo à distância.

3. Conte com o apoio dos pais ou responsáveis

O apoio dos pais ou responsáveis é fundamental para o processo de ensino e aprendizagem, especialmente no momento de suspensão das aulas presenciais. 

Por isso, é importante que a escola mantenha um canal de comunicação aberto e oriente os pais a se envolverem na vida escolar dos filhos.

Nesse sentido, os professores podem sugerir atividades que envolvam a família, como assistir a um filme ou ler um livro que será discutido na aula, por exemplo.

O professor também pode perguntar aos pais como está sendo a rotina de estudos dos filhos e dar sugestões para que a família esteja envolvida nesse processo, de forma que o aluno não se sinta sozinho.

4. Use metodologias ativas para estimular a motivação dos alunos

Antes da pandemia de coronavírus, muitas escolas já utilizavam metodologias ativas de ensino e colocavam o aluno como protagonista do próprio aprendizado. 

Porém, as escolas podem aproveitar este momento para implementar algumas mudanças internas e incentivar os alunos a desenvolverem autonomia e independência com relação aos estudos.

Além do conteúdo das disciplinas, essas metodologias ajudam a aprimorar outras habilidades, como interpretação, análise e solução de problemas, por exemplo. 

A utilização desse formato também contribui para deixar os alunos mais animados em aprender coisas novas, o que aumenta sua participação nas discussões durante as aulas online com o professor.

5. Use a tecnologia para manter a escola organizada sem sobrecarregar professores e estudantes

Manter o engajamento durante as aulas online é um desafio que pode ser superado com o auxílio da tecnologia, já que existem diversas ferramentas para facilitar o ensino a distância.

Com os recursos disponíveis, o professor pode manter um contato próximo com os alunos, entendendo quais são as suas dificuldades durante as aulas e buscando novas maneiras de tornar o conteúdo mais atrativo.

Da mesma forma, a retomada das aulas presenciais após pode ser facilitada com o URÂNIA, um software que elabora horários escolares com alta qualidade pedagógica e sem sobrecarregar professores e alunos, sendo um importante aliado no momento de elaborar o horário híbrido de sua instituição

Como Montar um Horário Híbrido Otimizado

O URÂNIA permite que o gestor elabore o horário escolar de várias sedes ao mesmo tempo, organize os horários de entrada e saída, equilibre as disciplinas para garantir o aprendizado dos alunos e muito mais.

Com o software, é possível manter a escola funcionando desde o primeiro dia de aula e criar ações para reduzir o cansaço e garantir a motivação dos alunos. Para saber mais, entre em contato conosco e conte com o URÂNIA para resolver a grade da sua instituição de ensino.