😷 COVID-19: Novo Horário de Atendimento! Via Telefone: Seg a Sex das 09h às 16h | Via CHAT, E-mail e WhatsApp: Seg a Sex das 09h às 18h

Como promover ações de conscientização e saúde no ambiente escolar?

Tempo estimado de leitura: 5 minutos

Além de ensinar os conteúdos curriculares, a escola também é um espaço de socialização e formação dos alunos enquanto cidadãos e pessoas atuantes na sociedade. É no ambiente escolar que são adquiridos conhecimentos importantes para a vida e a promoção da saúde deve fazer parte desses ensinamentos.

Estes são valores que devem ser ensinados desde cedo, quando os alunos aprendem noções básicas de higiene e exercitam tanto o corpo quanto a mente no ambiente escolar. 

Com isso, a escola contribui para criar hábitos saudáveis que serão cultivados até a idade adulta, melhorando a qualidade de vida da população em geral.

Este tema é abordado na Base Nacional Comum Curricular (BNCC), que define a saúde como uma das competências gerais que devem ser desenvolvidas ao longo da Educação Básica, ou seja, da Educação Infantil, Ensino Fundamental e Ensino Médio.

“Conhecer-se, apreciar-se e cuidar de sua saúde física e emocional, compreendendo-se na diversidade humana e reconhecendo suas emoções e as dos outros, com autocrítica e capacidade para lidar com elas.” Competências gerais da Educação Básica (Base Nacional Comum Curricular).

O tema também está presente em diversos outros trechos da BNCC, como nas habilidades que devem ser desenvolvidas nas disciplinas de Matemática, Ensino Religioso, Ciências e Educação Física, entre outras.

Assim, a criação de hábitos de higiene, conhecimento sobre prevenção de doenças e desenvolvimento de hábitos saudáveis, por exemplo, podem ser abordadas de maneira interdisciplinar para ajudar na conscientização dos estudantes. 

Algumas ações que podem ser praticadas no ambiente escolar para promover a saúde são:

  • Ensinar sobre cuidados com higiene;
  • Incentivar a prática de atividades físicas;
  • Ensinar a importância de uma alimentação saudável;
  • Incluir frutas, verduras, legumes e outros alimentos nutritivos no cardápio da escola;
  • Conscientizar os alunos sobre a importância de hábitos saudáveis como prevenção de doenças;
  • Promover aulas e discussões sobre saúde mental;
  • Envolver os alunos em atividades práticas, como cuidar de uma horta na escola;
  • Capacitar os professores para tirar dúvidas e identificar sinais de que o aluno precisa de ajuda.

O ambiente escolar e a prevenção contra o coronavírus

Nos últimos meses, a discussão sobre saúde no ambiente escolar teve uma importância ainda maior devido à suspensão das aulas presenciais para conter a disseminação do coronavírus. 

Nesse cenário, pais e professores precisaram encontrar formas de conversar com os pequenos sobre a doença e esclarecer os motivos pelos quais as atividades foram interrompidas.

Com o retorno ao espaço físico da escola, os professores e gestores precisarão implantar medidas sanitárias de proteção e enfrentar novos desafios para ajudar os alunos a lidarem com tantas mudanças.

Para isso, é importante dialogar de forma transparente com os estudantes, principalmente os mais velhos, e tirar possíveis dúvidas. 

Também é importante ressaltar a importância das medidas de prevenção e ensinar como realizar a higiene adequada para proteger-se desta e de outras doenças.

A saúde mental também é um tema que deve ser discutido em sala de aula, especialmente após o período de isolamento social, em que transtornos como ansiedade e depressão podem se agravar.

Além disso, as escolas podem incluir a saúde no currículo a partir de diversas perspectivas, incentivando a participação ativa dos estudantes em projetos interdisciplinares e atividades extracurriculares, por exemplo. 

Outra abordagem possível sobre o assunto é utilizar notícias para conversar com os alunos sobre fake news e seu impacto na saúde das pessoas.

Com discussões sobre temas contemporâneos, os alunos têm mais facilidade de entender a aplicação prática do conhecimento e ficam mais engajados no aprendizado.

Sem dúvidas estimular, na escola, as discussões sobre saúde e qualidade de vida é mais um desafio para os professores e gestores já tão ocupados com todo o transtorno que a pandemia que vivemos trouxe para a educação como um todo.

Por isso, pensando em ajudar as escolas a otimizar o tempo de todos, e organizar a distribuição das disciplinas presenciais e remotas na volta às aulas pós-pandemia, nós da Geha Sistemas Especialistas te convidamos a ler o e-book gratuito Volta às Aulas Presenciais: Como Montar um Horário Híbrido Otimizado, nós apresentamos alguns cuidados que serão necessários para a volta às aulas presenciais e ainda apresentamos um método para gerar horários híbridos equilibrados.

E-book Como Montar um Horário Híbrido Otimizado

Dessa forma, professores e gestores poderão dar total atenção ao que realmente importa: a educação. Para saber mais sobre o URÂNIA, entre em contato conosco.