Quais as principais funções da gestão escolar?

Tempo estimado de leitura: minutos

quais-principais-funcoes-da-gestao-escolar-min

1. Garantir o acesso do aluno à escola

Por mais que esse seja um decreto federal, e que o direito da criança à educação seja universal, na prática infelizmente não é assim que acontece. As escolas públicas muitas vezes não conseguem comportar todos os alunos da comunidade, o que obriga os gestores a criarem sistemas de sorteios ou filas para realizar a matrícula.

Outro problema acontece quando as famílias de baixa renda precisam retirar os filhos da escola para ajudar na renda da casa. A gestão deve intervir com medidas que promovam a permanência do aluno. Embora o diretor seja a figura central na manutenção e organização dos processos escolares, a gestão engloba coordenadores, que são responsáveis por cuidar das demandas dos professores e supervisores, incumbidos da comunicação entre pais, alunos e professores.

Cabe a equipe de gestão escolar o papel de estar sempre presente, atuando de maneira ativa para ouvir a comunidade, alunos, responsáveis, professores e colaboradores de modo a descobrir e solucionar os problemas que afetam o acesso do aluno à escola, além de garantir a qualidade de ensino.

 2. Tomar medidas para que a permanência dos discentes e docentes aconteçam

No tópico anterior citamos a importância da permanência do aluno e a avaliação de problemas que podem promover essa evasão. Contudo, não são somente os alunos que desistem de estudar, alguns professores também acabam abandonando o posto, por vários motivos. Os mais comuns são a violência, distâncias muito longas até o local de trabalho, horários desorganizados ou o choque de horários com outros locais de trabalho.

Para reduzir a violência é fundamental trabalhar com medidas que promovam o respeito aos membros nela inseridos e a conscientização com relação ao espaço da escola, de modo que toda a comunidade entenda que aquele espaço também é dela, por isso não se deve depredar ou desrespeitar quem faz parte dele.

Você pode conferir alguns exemplos que deram certo para reduzir a violência no ambiente escolar neste artigo.

Relativo à distância, horários desorganizado ou choques, é possível solucionar todos de uma vez só com as ferramentas que a EdTech disponibiliza exclusivamente para este fim.

Criamos um post especial sobre por que a sua escola precisa utilizar um software para fazer o horário escolar e, caso sua Instituição não possa adquiri-lo no momento, é possível baixar um conteúdo gratuito que te ensina a criar horários escolares da melhor maneira possível! 

3. Ser um porta-voz para comunicar aos responsáveis, comunidade e corpo docente sobre as decisões tomadas

Conversar com todos os envolvidos é muito mais importante do que tomar decisões que a gestão acredita serem fundamentais. Não estamos falando apenas do corpo docente. Uma escola não é nada sem seus alunos, e os alunos só conseguem permanecer nela graças ao suporte familiar. Por isso, a gestão escolar deve ser um porta-voz de todas as decisões, informando-as para comunidade, colaboradores e alunos.

Através da mediação de contato entre alunos, supervisão, responsáveis, coordenação, e professores, o diretor deve entender o contexto dos problemas como um todo. Detectar os gargalos educacionais e tomar medidas eficazes para solucioná-los. Da mesma maneira, é possível comunicar boas notícias, festivais, feiras, enfim, todas as atividades lúdicas e práticas que forem criadas com o objetivo de melhorar a educação e permanência escolar.

4. Realizar a adequação do conteúdo pedagógico com base nos problemas encontrados durante a comunicação

Quanto mais democrática for a gestão mais fácil será detectar os problemas. Infelizmente, no Brasil é muito complicado nivelar o conhecimento de todos os membros de uma classe. Fatores como criação, dificuldade na fixação da matéria, costumes de leitura, tempo para atividades extra, etc., são diferentes de aluno para aluno e impactam diretamente na velocidade do aprendizado. Por isso, pode ser um pouco mais demorado para alguns aprenderem um determinado conteúdo, do que outros. A longo prazo, todos esses fatores influenciam no ritmo da turma como um todo.

Outro ponto delicado é relativo à educação voltada para crianças com necessidades especiais. Quando há apenas um professor, não é possível pausar o ritmo da sala para entregar o conteúdo pedagógico que esses alunos necessitam, mas também não se deve negligenciá-los, o que coloca os docentes em uma situação muito delicada. Um dos maiores desafios de exercer as funções ligadas a gestão escolar é a necessidade de atuar criando um ambiente igualitário onde todos, independente da sua raça, gênero, cor, credo, opção sexual, condições financeiras ou limitações físicas, devem ter o direito de aprender.

Por fim, um dos maiores problemas do Brasil é a evasão. Segundo o Censo de 2017 a evasão escolar no ensino médio alcançou 11% do total de alunos. Ela pode ocorrer por diferentes motivos, mas um dos mais comuns é quando o aluno simplesmente não consegue se identificar e/ou entender o conteúdo ministrado. Cada aluno tem um ritmo, e para promover a igualdade e interesse é preciso que o notório saber do aluno seja levado em consideração. Por isso, os professores devem criar ações que incentivem os alunos a trazerem e levantarem questionamentos. Afinal, este também é um dos papéis da escola: formar cidadãos críticos.

5. Organizar as disciplinas, professores, turmas, e espaços

Esse é o ponto-chave das funções ligadas à gestão escolar. Para que os alunos possam aprender, os professores possam ensinar e a comunidade fique engajada nesse processo, é preciso que tudo esteja organizado. Não há como criar atividades extracurriculares se não se souber, por exemplo, quais alunos e professores poderão utilizar os espaços coletivos, em qual horário e por quanto tempo.

É preciso respeitar também os planos de aula previamente estabelecidos por esses docentes. Ou pelo menos avisá-los com antecedência sobre a decisão de incluir novas atividades. Mas sem dúvidas, não se pode ignorar a importância da inclusão de métodos e abordagens que sejam desafiadores e estimulantes para os alunos e professores.

Se a sua equipe de gestão sente que não consegue organizar os horários de forma eficaz, conte com ajuda do URÂNIA! Um software criado para solucionar todos os problemas ligados aos horários escolares.

Por meio da sua utilização a sua equipe de gestão poderá:

  • Determinar os horários em que cada professor pode dar suas aulas;
  • Elaborar o horário de várias sedes ao mesmo tempo, controlando o deslocamento dos professores.
  • Indicar a forma como as aulas das disciplinas devem ser dispostas na semana (geminadas, separadas, só uma aula por dia, etc.).
  • Limitar o número de aulas diárias de cada professor.
  • Trabalhar com dois ou mais professores em conjunto (divisão de classes).
  • Definir turmas com horários diferentes de início e término de aula.
  • Controlar a utilização de ambientes (quadra de esportes, salas, laboratórios, etc.).
  • E muito mais!

Confira tudo que o URÂNIA pode fazer pela sua Instituição de Ensino em nosso website!

Fonte:

Veja PDF

Veja a matéria na íntegra no G1