Blog

07 de julho de 2017

Como introduzir novas tecnologias na escola

TECNOLOGIA NA EDUCAÇÃO

Como introduzir novas tecnologias na escola

Tempo estimado de leitura: 5 minutos

A evolução dos aparelhos eletrônicos e da tecnologia em geral cria novas possibilidades para o ensino nas escolas. O grande desafio é saber aproveitar o lado bom dessas ferramentas para atrair a atenção dos alunos e fazê-los ter uma melhor aprendizagem. Confira neste artigo, de que maneira pode-se introduzir novas tecnologias na escola.

07 de julho de 2017 - 16:59 - atualizado em 07 de julho de 2017 - 17:19

Como introduzir novas tecnologias na escola

Como todo mundo sabe, a tecnologia vem se desenvolvendo mais e mais a cada dia que passa, estando cada vez mais presente em todos os espaços, inclusive dentro das escolas. A fascinação pelos aparelhos faz com que os alunos levem para as salas de aula os seus celulares, tablets e outros equipamentos eletrônicos que acabam se tornando verdadeiros vilões para o processo de aprendizagem.


Mas isso acontece porque a maioria dos professores ainda não aceitam e negam o uso desses mecanismos tecnológicos, o que acaba por incentivar os alunos a utilizarem, mesmo sendo proibido. Dessa forma, cria-se uma grande batalha dentro da sala de aula. 

Inclusão da tecnologia é uma solução

A verdade é que, uma possível solução para esse problema é a aceitação e inclusão da tecnologia dentro da sala de aula, que deve ser efetivada pelos próprios professores. Fazer com que os alunos usem esses novos aparelhos, além de potencializar os processos de aprendizagem, faz com que eles se sintam muito mais motivados a participar da aula, interagir com o professor e seus colegas.


Mas a grande dúvida é como incluir essas novas tecnologias dentro da sala de aula, não é verdade? Isso se torna um verdadeiro desafio para a maioria dos educadores, que sabem o quanto essa inclusão é importante, mas ainda não sabem como fazê-la.

Primeiro passo

O primeiro passo para que essa inovação aconteça de forma eficiente, é o professor conseguir entender que a tecnologia não vai substituí-lo, já que esse é o maior receio da maioria dos educadores. Mesmo que os aparelhos comecem a fazer parte da sala de aula, o professor ainda será a peça principal para garantir que os alunos aprendam e tenham acesso ao conhecimento.


A tecnologia que será utilizada, não importa. Pode ser notebooks, tablets, e em alguns casos, até mesmo os celulares dos próprios alunos. Os professores podem utilizar de aplicativos educativos, que estão disponíveis para download gratuito. Há diversos aplicativos desses, inclusive jogos educativos, que são de fácil uso e podem ser facilmente utilizados por crianças e adolescentes de qualquer idade.

Outras maneiras de inserir a tecnologia na sala de aula

Outra forma de usar a tecnologia dentro da sala de aula é permitir que os alunos façam buscas na internet sobre um determinado assunto que já tenha sido trabalhado anteriormente. Caso não haja a possibilidade de cada aluno ter o seu próprio equipamento, a atividade de pesquisa pode ser feita em dupla, o que também contribui para a interação e troca de experiências.


A maneira de utilizar a tecnologia, ou determinar qual aparelho será utilizado, fica a critério do professor decidir, pois cada escola possui as suas próprias especificidades. O que importa, de verdade, é que a tecnologia esteja realmente presente dentro das salas de aula, e se torne assim, uma ferramenta de trabalho, como acontece com os livros, lousa e giz.


É preciso entender que o método convencional, pode estar se tornando um pouco ultrapassado para os dias de hoje, sabendo que a internet faz parte da vida das pessoas, e por isso, deve estar também presente dentro das salas de aula.


E você, é a favor de utilizar as tecnologias dentro da sala de aula? Deixe a sua opinião aqui nos comentários.

07 de julho de 2017 - 16:59 - atualizado em 07 de julho de 2017 - 17:19

COMENTÁRIOS PARA ESTE POST